Como instalar o WordPress com o Docker

Como instalar o WordPress com o Docker

Como instalar o WordPress com o Docker

Como instalar o WordPress com o Docker 1240 700 Bruno Brito

Esta é a minha nova forma preferida de instalar o WordPress localmente para os meus projetos.

Existem várias alternativas, como o XAMPP ou o VVV (Varying Vagrant Vagrants), mas esta solução com o Docker parece-me a mais rápida.

Vamos diretos ao assunto. O que é necessário?

  • Algum espaço em disco (cerca de 10 GB);
  • Conhecimentos de como configurar o WordPress;
  • Alguma confiança em utilizar a linha de comandos.

Vamos a isto!

#1: Descarregar o Docker

Deves começar por descarregar o Docker Desktop, disponível tanto para Windows como para macOS.

Vais precisar de criar uma conta no Docker para tal (o registo é gratuito).

Em macOS, o download é cerca de 500 mb, e uma vez instalado, ocupa cerca de 2 GB.

Após a instalação, verifica que o Docker Desktop está a correr, conforme esta imagem:

Docker Desktop is running

#2: Criar o ficheiro docker-compose.yaml

Cria a pasta onde queres instalar o teu site WordPress, e de seguida, cria o ficheiro docker-compose.yaml – responsável por definir as dependências do container.

Para além do WordPress temos que instalar o MySQL para termos uma base de dados e o phpMyAdmin para a gerirmos facilmente.

Copia e cola o código que coloco em baixo no teu editor de texto preferido (eu recomendo o VS Code ou o SublimeText).

Tem atenção à indentação, que tem que ser respeitada.

#3: Configurar tudo com um só comando

É tempo de navegar até à pasta do projeto no terminal e correr o comando docker-compose up -d.

O Docker vai de seguida fazer a sua magia, instalando na pasta a última versão do WordPress e colocando o site imediatamente disponível na máquina local.

A primeira vez demora algum tempo, porque o Docker terá que descarregar e configurar o WordPress, MySQL e phpMyAdmin. Das próximas vezes já será um processo bem mais célere.

Docker Compose

#4: Visitar o site

E já está! O site está já disponível em http://localhost:8000/ com o habitual ecrã de configuração do WordPress.

Idioma do WordPress

Podes também aceder ao phpMyAdmin para gerires as bases de dados, indo a http://localhost:8080/ – todas estas portas foram definidas no docker-compose.yaml e podes claro definir outras, se preferires.

O login/password do phpMyAdmin será wordpress/wordpress e poderás também alterar esses parâmetros no docker-compose.yaml.

#5: E como desligo a máquina?

Quando já não precisares de ter este container activo, o melhor será correres o comando docker-compose down --volumes na pasta do projecto.

Não poderás ter vários sites WordPress a correr em simultâneo sem alterares as portas – portanto cerfica-te que ou as alteras no docker-compose.yaml, ou que desligas esse contentor antes de passar para outro.

Se quiser entrar em contacto comigo, pode enviar-me um e-mail para [email protected] ou preencher o formulário abaixo.

NOTA: Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Como instalar o WordPress com o Docker

Tempo de Leitura: 2 min
0