As melhores ferramentas para ler na Web

Apps para ler online

As melhores ferramentas para ler na Web

As melhores ferramentas para ler na Web 620 350 Bruno Brito

Na Internet, já se sabe, o Conteúdo é Rei. Todos os dias nos cruzamos com algo imperdível, seja ele um vídeo hilariante ou um artigo que nos faz pensar.

Na verdade, 24 horas são uma eternidade no mundo online. Vamos começar por 60 segundos e pedir ajuda ao estudo Data Never Sleeps para ter uma ideia do que acontece nos mais populares serviços da Web neste período de tempo:

Infográfico Data Never Sleeps

Impressionante, certo? Nem todo o conteúdo é relevante para nós, mas ao final do dia é inevitável que no meio de tanta coisa surja algo que nos chame a atenção.

Os hábitos são diferentes de indivíduo para indivíduo. Alguns gostam mais de ler, outros de ver vídeos e outros de passear pelas redes sociais. Algumas pessoas visitam 40 sites por dia, organizados meticulosamente nas suas várias pastas de Bookmarks/Favoritos, outros ficam-se pelo Facebook ou pelo YouTube a maior parte do tempo. Mas, com o tempo, acabamos por acumular uma pequena lista de sites favoritos e que gostamos de visitar de forma rotineira.

Quando a lista de sites a acompanhar atinge um número considerável, é provável que surjam 2 problemas:

  • Deixamos de visitar alguns sites, porque a lista é já demasiado extensa;
  • Um artigo imperdível acaba de ser publicado, mas agora não é boa altura e acabamos por nos esquecer de o consultar depois.

As apps que refiro em baixo surgiram para solucionar estes 2 problemas. Vamos conhecê-las.

Leitor de RSS: Feedly / Press / Reeder

Em Julho de 2013, a Google encerrou um serviço bastante popular: o Google Reader. O Google Reader era um leitor de feeds RSS.

O que são RSS?

RSS, ou Real Simple Syndication, é simplesmente uma forma de uma pessoa subscrever a um site para ser informada quando novos conteúdos são lá colocados. No fundo, é uma excelente forma de acompanharmos os nossos sites preferidos sem abrir dezenas de tabs todos os dias para saber se há novidades em cada um.

O que é um leitor de feeds RSS?

Há dezenas de leitores por aí, mas todos funcionam de forma similar – lembram até um programa de e-mail como o Outlook. Podemos agrupar os sites por pastas e visualizar todos os títulos dos artigos à esquerda, clicando depois no título para o ler na íntegra à direita.

Os artigos novos surgem quase em tempo real, rotulados como artigos por ler. À medida que os formos consultando, aqueles que já foram lidos vão desaparecendo da lista, muito como acontece no e-mail.

Pegando no antigo leitor da Google, um leitor RSS é algo deste género:

O antigo Google Reader

A terminação do Google Reader ainda hoje me faz confusão. Vários serviços ofereciam alternativas interessantes, mas ainda assim era um programa que muitas pessoas utilizavam com a mesma frequência que o Gmail.

Depois deste comunicado, vários serviços reuniram esforços para conquistar todas estas pessoas que ficaram, de repente, sem leitor de RSS, melhorando consideravelmente as suas aplicações.

Estas são 3 das mais populares, todas elas utilizadas por mim em diferentes dispositivos.

Feedly

O Feedly já cá estava há algum tempo e quando a notícia surgiu foi provavelmente o projecto que mais se mexeu para ganhar novos utilizadores. Depois da Google ter dado as más notícias, o Feedly angariou qualquer coisa como 3 milhões de novos utilizadores em cerca de 15 dias.

O Feedly existe sob 2 formas: gratuito ou pago ($5 por mês ou $45 por ano). Para o comum dos mortais (e mesmo para a maior parte dos utilizadores mais hardcore), a versão gratuita chegará para tudo o que necessitam.

As funcionalidades pagas, como a integração de alguns serviços, notícias publicadas mais depressa ou a pesquisa são desnecessárias para a maioria dos utilizadores e é sobretudo uma forma de os heavy users apoiarem a existência do movimento Feedly.

O Feedly, o leitor de RSS mais popular da actualidade

Este projecto é um pouco mais importante que os outros 2 que mencionarei, pelo seguinte: o Feedly desenvolveu toda uma estrutura para suportar os RSS, agora que a Google os descontinuou. As restantes apps ligam-se ao Feedly para aceder à lista de sites que seguimos.

O Feedly tem um design minimalista e rapidamente nos sentimos ambientados ao interface. Podemos fazer sign-up com a conta Google/Facebook/Twitter/Microsoft e adicionar sites a partir daí, seja através de “Add Content” ou com esta extensão para Chrome, demonstrada em baixo.

Adicionando um site no Feedly

Para mim, estas são as grandes vantagens do Feedly:

  • tem uma excelente integração de serviços, útil para partilharmos artigos nas principais redes ou para gravarmos o conteúdo noutros programas, como o Evernote;
  • está disponível para Android, iOS e para qualquer browser, tornando-o uma excelente opção em qualquer dispositivo.

Para a maior parte das pessoas, utilizar este serviço chegará. Mas como existem outros bons leitores de RSS, aqui ficam mais 2.

Press

Para Android, não consigo pensar em melhor aplicação do que o Press. É similar ao Feedly, mas no meu HTC One e no meu Nexus 7 prefiro recorrer a esta app, que tem um preço bastante razoável – 3 dólares.

Press no Nexus 7

O Press pode ligar-se ao Feedly, pelo que podemos fazer login normalmente e de imediato ter acesso a todos os sites que subscrevemos – estará tudo sincronizado.

Também se pode aceder ao Feed Wrangler, Feedbin ou Fever se por algum motivo o Feedly não servir.

O Press permite a leitura offline e tem uma funcionalidade que adoro, ideal para feeds com muito conteúdo, como acontece com sites como o TechCrunch ou o Mashable – podemos marcar artigos como lidos até um determinado ponto na lista, para que não tenhamos de voltar a vê-los da próxima vez (ver imagem em baixo). Por algum motivo (ou por falha minha), não consigo encontrar esta funcionalidade nas restantes apps.

A minha funcionalidade preferida do Press

Reeder

Uso o Feedly em Windows, mas se estiver no meu Macbook Pro passo de imediato para o Reeder. O Reeder era um programa fantástico até à morte do Google Reader, ficando a partir daí inactivo… até há 2 semanas atrás.

A versão beta do Reeder 2 foi divulgada via Twitter e apesar de ainda estar a dar os primeiros passos, é já (novamente) a minha primeira escolha quando estou no universo do OSX.

Reeder na nova versão beta para Mac

Aqui, acaba por ser uma questão de preferência. Já estava muito habituado à 1ª versão da aplicação e pagarei com todo o gosto este update quando sair do Beta. Até lá, não custa nada experimentar – afinal de contas, é grátis.

E não é só para Mac. O Reeder também existe para iOS, custando 5 dólares.

Ler mais tarde: Pocket

Existem várias aplicações deste género: para além do Pocket (gratuito, antes conhecido por Read It Later), também podemos optar pelo Instapaper (pago) ou pelo Readability (gratuito).

Todas executam o mesmo: gravam artigos na íntegra, para lermos mais tarde, tirando-lhe toda a formatação desnecessária do site em que se encontra. Todas suportam Android, iOS e os browsers mais populares. Portanto será, essencialmente, uma questão de gosto.

Há bastante tempo que utilizo o Pocket e é sem dúvida uma aplicação muito útil para arquivar aqueles artigos que parecem apelativos mas por serem longos ou por estarmos com pressa, optamos por ler mais tarde.

O design da aplicação é uma maravilha, especialmente para telemóvel – é tão bonito que rapidamente se tornou uma das minhas aplicações mobile preferidas.

O Pocket no Nexus 7

O Pocket pode-nos separar os conteúdos por artigos/imagens/vídeos, fazer pesquisas e criar tags. Podemos mudar o tamanho da letra, as cores e enviar artigos para amigos facilmente. Como se tal não bastasse, ainda nos sugere artigos pela popularidade ou por leituras longas, acedendo à nossa lista de artigos por ler.

As integrações não faltam – podemos, por exemplo, encontrar um artigo no Feedly no desktop e gravá-lo no Pocket para o lermos mais tarde no telemóvel (e offline)!

Se quiser entrar em contacto comigo, pode enviar-me um e-mail para [email protected] ou preencher o formulário abaixo.

NOTA: Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

As melhores ferramentas para ler na Web

Tempo de Leitura: 7 min
0